domingo, 15 de abril de 2012

Derrota complica permanência, mas matematicamente ainda é possível ...





Atlético SC x Louletano DC
Na 28ª Jornada do Campeonato esperava-se uma tarde inspirada dos nossos jogadores para levar de vencida a partida frente ao Louletano, no entanto as incidências do jogo não permitiram alcançar a tão desejada e necessária  vitória.
Com a obrigatoriedade de vencer o Atlético entrou melhor no jogo como lhe competia e foi superior ao Louletano que se apresentou em Reguengos com a manutenção já assegurada e por isso mesmo, jogou ao contrário da nossa equipa, sem a pressão que normalmente afecta as equipas que precisam de vencer nas últimas jornadas para fugirem à despromoção.  

A dominar a partida, o Atlético acabou por marcar primeiro aos 35', Gean Carioca lançou um rápido contra-ataque, cruzou e mudou o flanco do jogo, aparecendo João Nabor em esforço a evitar que a bola saísse pela linha de fundo e em queda a conseguir ainda colocar na cabeça de Inzaghi que subtilmente desviou para o fundo das redes inaugurando o marcador no Campo Virgílio Durão.

Inzaghi marcou o 1º golo do jogo 
Quando tudo levava a crer, que era possível chegar ao intervalo em vantagem no marcador, eis que surge o golo do empate do Louletano, obtido já para além dos 45', num lance que a nossa defensiva complicou o que parecia ser simples de resolver, Boateng evitou que a bola saísse pela linha final mas acabou por entregar o "ouro ao bandido" ao colocar a bola nos pés do avançado algarvio que aproveitou a oportunidade e empatou a partida antes do intervalo.
Um autêntico balde de água fria para a nossa equipa que justificava a vantagem no marcador e merecia sair para as cabines com outro resultado.

Na 2ª parte tudo ficou ainda mais complicado com a expulsão do nosso jogador Boateng, que voltou a não ter sorte pois a bola ressaltou-lhe da perna para o braço dentro da área e o árbitro assinalou a respectiva infracção, mostrando-lhe o 2º cartão amarelo e a consequente expulsão.
O Atlético ficava em inferioridade numérica ainda com muito tempo para jogar e o Louletano tinha uma oportunidade soberana para de colocar em vantagem no marcador, mas pela frente os algarvios tiveram na baliza, curiosamente outro algarvio, Bruno Costa que defendeu o penalty com uma excelente defesa, conseguindo segurar o empate, fazendo renascer as esperanças de alcançar um resultado positivo no jogo.

Bruno Costa defendeu uma grande penalidade
O Louletano falhava a grande penalidade mas passava a dominar o jogo, sabendo tirar proveito da superioridade numérica, circulando a bola a todo o campo entre os seus jogadores, para desgastar e enervar a nossa equipa que precisava de vencer a partida.
Assim, foi com naturalidade que os Algarvios acabaram por chegar ao golo da vitória aos 72' por intermédio do recém-entrado Russiano, que com pouco ângulo para rematar mas sem grande oposição acabou por garantir os 3 pontos ao Louletano.

O Atlético a jogar mais com o coração do que com a cabeça, ainda tentou reagir mas sem sucesso, acusando nos instantes finais a responsabilidade de ter que vencer este jogo importante para continuar a depender de si próprio.

No futebol há jogos assim ... a nossa equipa não foi feliz nalguns lances cruciais do jogo, acabando por ser penalizada com uma derrota que complicou as contas da manutenção que estão agora mais difíceis, sendo no entanto ainda matematicamente possível alcançar esse mesmo objectivo.

A 2 Jornadas do término do Campeonato e a depender de terceiros para alcançar a manutenção, resta-nos dignificar a camisola do Atlético e lutar pela vitória nos 2 jogos que faltam disputar e aguardar pelos resultados dos nossos mais directos adversários.


Ficha do Jogo

Árbitro - Tiago Martins (AF Lisboa)

ASC
Bruno Costa; Jorge Almeida [Pio Junior 83'], Boateng, Tiago Pires e Barona(Cap.); Jaime Seidi, Moia, Billa [P.Mauricio 66'] e Nabor; Inzaghi [Rui Sousa 70'] e Gean Carioca
Treinador Paulo Simão

LDC
Bruno Lúcio; Rafael,Ivo,Cordeiro e Dante; Emiliano, Leo, João Reis [Ricardo 81’], e Bruno Mestre; Fábio [Russiano 66’] e Fausto [Davila 81’]
Treinador - Paulo Renato

Ao Intervalo:  1-1

Golos -  35’ Inzaghui; 45+1’ João Reis. 72’ Rossiano

Cartões Amarelos - 23’ e 52’ Boateng, 71’ Tiago Pires, 77’ João Nabor
Cartão Vermelho -  52’ Boateng.

3 comentários:

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...

Continuo a dizer que os nossos carrascos são sem dúvidas os Árbitros e seus auxiliares. Quando não se tem dignidade para serem homens, vem para os Campos de Futebol, arvorados em defensores de tudo, menos da legalidade desportiva. Quem fiscaliza esta escumalha? Como está tudo documentado devem os responsáveis Desportivos pedir aos clubes provas dos maus desempenho dos trios de Arbitragem.

Anónimo disse...

olá pessoal está dificil mas não impossivel, se no domingo os nossos conterrãnios e amigos do vendas novas fizerem o que lhes compete e o torreense tambem ,mas estes com um certo desgosto nosso porque mais uma equipa do alentejo cai, mas se assim correr temos sérias chançes de ficar na 2 divisão. basta ganhar-mos ao moura que já tem 1 pé fora e depois fazer os trabalhos em alcanena. e cla ssificação fica assim TOURISENSE---33 ASC----------31 1 DESEMBRO---31 JUVENTUDE----30 MONSANTO-----28 MOURA--------26 CALAS--------17 XIU--FOI A BRUXA QUE ME DISSE . SEMPRE FIEIS